Essa é pra ouvir no seu… Spotify!

#AlertaDeTextãoMusical 🎶

Quando eu era criança não existia nada de Youtube, Netflix… Não existia CD, imagine a época. O que tinha era vinil e logo depois surgiu o K7. Pai e mãe tinha que se virar nos 30 pra manter as crianças quietas, meros cinco minutos que fossem. Das poucas memórias dessa época, até uns 6 ou 8 anos, me recordo que meu primeiro contato com música foi com essa pedrada: Pra gente miúda. A capa amarelada pelo tempo e a exaustão do uso e, como se fosse hoje, as milhares de recomendações para “botar a agulha” naquela radiola preta, da Sony.

“Pra gente miúda” não é um disco que rimava lé com cré. Era um senhor trabalho com um time de luxo, na época, o que tinha de melhor da música brasileira. Hoje me deparei com ele no Spotify (viva a tecnologia) e dei uma senhora volta no tempo. Acho que é por isso que vibro tanto com essa história do Bita trazer Milton Nascimento pra uma geração infinitamente mais nova, que até muitos dos pais dessas crianças desconhecem.

Escutem. Desfrutem. Vejam que discão!!!

Meu caro amigo Chico Buarque, me perdoe, por favor!

Meu caro amigo Chico Buarque, me perdoe, por favor!

Já nos encontramos algumas vezes, momentos que guardo até hoje. Fico feliz em saber que estarás de volta. Como só agora apareceu um portador, te mando algumas notícias nessa fita, ou melhor, carta. Com coração partido, te escrevo para informar da impossibilidade do nosso encontro.

Quero lhe dizer que a coisa aqui tá preta. É muita mutreta pra levar a situação, tá puxado. Seu show, mesmo sendo incrível, está distante da minha realidade, com ingressos custando R$490. Ninguém segura esse rojão.

Meu caro amigo Chico, eu não pretendo provocar, mas acontece que não posso me furtar de lhe contar as novidades. Aqui, todo santo dia, é preciso uma pirueta pra cavar o ganha-pão. Mesmo a gente se amando, afinal sem um carinho ninguém segura esse rojão, não dá pra usar quase a metade de um salário mínimo pra gente se encontrar.

Por fim, quero lhe dizer que a Gabriela manda um beijo para os seus. Um beijo na família, nas crianças e na Clara, que lindamente canta Duetos ao seu lado.
Adeus!